Texto | O pensamento positivo no Yoga

The Secret - Pensamento positivo x Yoga

ilustração: Diemer

É comum a associação da expressão “pensar positivo” ao Yoga, porém a validade dessa relação depende de um entendimento particular sobre o significado dessa expressão.

Se o “pensar positivo” se referir a uma visão parcial, na qual a presença de algum problema é ignorada ou se transmite a idéia “the secret” de que tudo pode ser como nós gostaríamos que fosse, então isso não tem nada a ver com yoga, pelo contrário.

Com yoga aprendemos a encarar os fatos objetivamente, com o entendimento da inevitável alternância entre momentos fáceis e difíceis, agradáveis e desagradáveis.

Em yoga pensar positivo é pensar inteligentemente, de maneira que, ao invés de gastar energia se lamentando, mantemos uma certa estabilidade mental não projetando reações emocionais aos fatos.

Então, a partir dessa visão objetiva, buscamos alternativas para lidar com as coisas como elas são, verificando se, dentro das nossas possibilidades, há algo a ser feito e caso haja, procuramos fazer da melhor forma visando mudar ou contornar a situação em questão.

Mas se, por outro lado, for verificado que não há nada a ser feito, acomodamos positivamente a condição desfavorável, compreendendo que nem todas as nossas idealizações serão realizadas e que a felicidade pode estar presente independente disso.

Segundo Swami Dayananda, “Esse reconhecimento, em si mesmo, revela um grau de maturidade. Eu busco mais maturidade invocando a graça, o invisível, o intangível…” E completa dizendo que quando não há essa maturidade “…desperdiço minha capacidade e meu tempo tentando mudar o que não posso mudar. E quando tenho que mudar algo que eu posso, já estou cansado. Estou empobrecido em termos de vontade, energia, esforço e capacidade de realização.”

Tendo isso em vista, ele sugere a seguinte oração:

Senhor, eu culpei vários fatores: pessoas, situações, tempo, lugares, sociedade. Talvez todos estes tenham me ajudado a chegar a este ponto em que posso orar.
Eu percebo que não há ninguém a culpar, nem culpo a mim mesmo. O que eu não posso mudar, que eu possa gentilmente, totalmente, aceitar.
Eu posso mudar minhas atitudes e lutar pelo entendimento necessário. Eu posso ordenar melhor minha vida pessoal. Posso fazer qualquer esforço que seja necessário.
Que eu tenha a vontade e o esforço para mudar o que posso mudar. Que eu saiba o que posso e o que não posso mudar.

Om
Por Gilberto Schulz

Anúncios

Uma resposta para “Texto | O pensamento positivo no Yoga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s