Inauguração do Instituto Vishva Vidya

inauguracao-instituto-vishva-vidya-jonas-masettiDia 5 de março de 2016 foi marcado por um momento histórico para a Tradição Védica no Brasil, aliás, no mundo. Foi inaugurado em Petrópolis, Rio de Janeiro, o Instituto Vishva Vidya – Centro de Estudos de Vedanta, Sânscrito, Mantras e Cultura Védica.

O instituto, dirigido pelo professor Jonas Masetti, já estava em pleno funcionamento há algum tempo com aulas online e presenciais através do site http://www.vedantaonline.org. Mas não possuía um espaço próprio onde pudesse receber os alunos e visitantes para terem a experiência do convívio entre si e com o professor à luz dos ensinamentos da tradição védica.

O ritual védico Avahanti Homa, realizado pelo pujari indiano Ravichandra, marcou o início da inauguração. Esse ritual é feito tradicionalmente na ocasião do início de estudos e tem como objetivo a propagação do conhecimento em suas diversas formas.

Todo o evento foi lindo em si, mas eu quero destacar também a minha impressão sobre o que estava por trás do evento, e que foi de grande importância para que tudo saísse perfeito como foi. Nos dias que antecederam a inauguração, vários alunos foram para o instituto para ajudar na organização, limpeza, etc. E no dia também pudemos ver todos engajados em alguma atividade, contribuindo para o sucesso do evento.

Quem não pode estar presente também contribuiu com recursos para a realização do ritual, e mesmo em pensamento todos contribuíram de alguma forma para criar a atmosfera de amor que foi sentida por todos naquele dia. Não seria possível realizar um evento dessa magnitude se não fosse a união de todos os alunos, amigos e professores. E foi assim porque nós temos o sentimento de que o Instituto não pertence a uma só pessoa, mas é um presente para todos nós.

Para mim, os momentos mais bonitos do ritual foram logo no início, quando o professor Jonas recebeu as bênçãos professora Gloria Arieira (que foi e continua sendo a sua professora). Realmente, nada daquilo seria possível se a professora Gloria não tivesse desbravado esse caminho ainda nos anos 70 e construído tudo o que ela construiu. Claro que ela também teve as bênçãos dos mestres, e assim é na tradição védica.

Logo depois, ele também recebeu as bênçãos dos pais. É dito que sem as bênçãos dos nossos pais, nós não vamos muito longe. Graças a Deus, os pais dele o abençoaram nesse caminho, mesmo sem ter o conhecimento exato do que ele está fazendo!

Pois para nós brasileiros esse movimento é muito diferente… soa como uma cultura de outro país. Mas não é. Os ensinamentos dos Vedas são para a humanidade. Mas como a Índia tem sido o berço desses ensinamentos, muitas vezes eles vem com as cores da cultura indiana.

Agora nós estamos assistindo à propagação desse conhecimento em solo brasileiro, da forma tradicional como é ensinado na Índia desde sempre. Esse foi um evento que marcou a história da Tradição Védica, não só no Brasil, mas no mundo, pois o Brasil também é referência agora para quem queira estudar Vedanta, Sânscrito, Mantras e Cultura Védica.

Minha gratidão e reverências ao meu professor Jonas Masetti, à professora Gloria Arieira, ao Swami Dayananda, e a todos os mestres que vieram antes deles. E a Ishvara (Deus) por estar nos abençoando dessa maneira. Devemos ter acumulado muito punya (mérito por boas ações) para estar colhendo esses frutos agora.

Om Sri Gurubhyo Namah!
Por Celine Tosta
Originalmente publicado em Janelas para o Infinito

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s