Fundamentos da prática | O lado invisível das posturas do Yoga

fundamentos-da-pratica-o-lado-invisivel-das-posturas-do-yogaQuem conhece o yoga além do tapetinho de prática costuma se referir aos asanas, as posturas, como a ponta de um gigantesco iceberg. De uma forma geral, essa ilustração é muito boa, mas podemos ir além e dizer que até mesmo nessa parte mais aparente do yoga, existem aspectos não visíveis.

Tão importante quanto saber a posição que cada parte do corpo deve assumir para a realização de um asana, é entender que isso não é tudo. Como diz uma passagem do livro clássico de Antoine de Saint-Exupéry, “o essencial é invisível aos olhos”.

E o coração do asana reside numa atitude de auto-observação, sem a qual, além de estar subaproveitando a prática, você ainda corre risco de se machucar, mesmo que já tenha ouvido sobre ahimsa.

Ahimsa? Literalmente significa ausência de violência em todos os níveis, físico, verbal e mental e faz parte da atitude adequada ao praticar. Porém, no contexto dos asanas, não basta simplesmente saber que essa palavra indica o respeito pelos nossos limites naturais.

Na verdade, o emprego de ahimsa nem é possível sem uma atitude de atenção voltada a si mesmo, de modo a poder sentir seu corpo em todas as etapas de cada movimento, dando importância ao percurso, sem se afobar para chegar na posição final.

Sei que ao ler isso, algumas pessoas podem pensar que não são aptas para o yoga, pois são desatentas. Contudo é justamente para elas que a prática vai ter mais importância. O corpo é uma excelente âncora para nossa atenção e esse é inclusive o propósito comum e essencial de todos os asanas: tornar nossa mente disponível, presente.

Para assumir essa atitude adequada de auto-observação, além de iniciar a prática com um aquietamento e um mantra, o autoquestionamento “o que eu quero com a prática?” pode fazer toda a diferença. Essa questão abre nossa mente e nos coloca em contato com o que é, de fato, importante para cada um de nós ali naquele momento.

Embora muitos asanas possam promover um aumento da elasticidade muscular, sinceramente espero que seu objetivo principal com a prática não seja se transformar no(a) homem/mulher elástico.

lado-invisível-posturas-yoga-krishnamacharya“No Yoga, não estamos criando algo para os outros assistirem. Quando fazemos vários ásanas, observamos o que estamos fazendo e como estamos fazendo. Fazemos apenas para nós mesmos. O praticante é o observador e o objeto de observação ao mesmo tempo. Se não prestarmos atenção em nós mesmos na nossa prática, não podemos chamá-la de yoga.” Krishnamacharya.

Sendo assim, fica evidente que não devemos realizar o asana se baseando somente na forma, na estética da postura. E que asana bem feito é aquele construído sobre esse entendimento, respeitando-se os limites naturais e compreendo o propósito pelo qual se pratica. Imediatismo e necessidade de provar que pode fazer igual ou melhor que os outros são os obstáculos que devem ser contornados.

“se gostou dessas considerações, confira também algumas dicas Para praticar yoga sem orientação presencial

Boa prática!
Gilberto Schulz, professor de yoga coordenador do site Yoga em Casa

Gostaria de manter o contato para não perder as futuras publicações e informações sobre cursos e eventos? Cadastre-se gratuitamente clicando na imagem abaixo:
yoga-em-casa-aula-particular-online

 

Anúncios

19 Respostas para “Fundamentos da prática | O lado invisível das posturas do Yoga

  1. Pingback: Conhecendo o Surya Namaskar, a Saudação ao Sol. | Yoga em casa | Conheça e pratique com Gilberto Schulz·

  2. Gilberto,
    Parabéns pelo seu Blog e pelo seu Texto. Está bem escrito e de fácil entendimento…….. Muito Bom!!! Desejo-lhe muito sucesso e infinitos bons textos……
    Um Abraço,
    Márcia.

  3. Pingback: Dica | Para praticar yoga sem orientação presencial | yoga em casa | conheça e pratique com gilberto schulz·

  4. Primeiramente você está de parabéns pelo blog, textos excelentes, há alguns anos ouvi pela primeira vez a palavra Yoga, desde sempre busco mais sobre o assunto e a cada dia fico mais apaixonada, irei recomendar seu blog para meus conhecidos e amigos, estou amando seus textos, mais uma vez,parabéns! Namaste _/\_

  5. Texto muito bom, profundo. Sou instrutora de Hatha Yoga e me preocupa o fato de algumas pessoas esquecerem o verdadeiro sentido da de uma prática. O professor Hemogenes dizia: “Se você pratica Yoga como exercício ( o que é muito bom e eficaz), está comendo a casca da banana e jogando a polpa no lixo”.
    Em outras palavras, foi exatamente isso que seu brilhante texto nos disse, parabéns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s